1.9.07

Nepal - Pokara

Não é uma grande história mas, à falta de melhor, mais vale contar o que se passou hoje. Roubaram-me o barquinho, alugado, que aparece no video. Estacionei-o e fui dar uma volta na floresta, procurar tigres, que dariam histórias mais interessantes do que esta, mas quando voltei tinha desaparecido. Depois de esperar uma hora, apanhei boleia de regresso com um velho de Rioja, que se emocionou quando lhe disse que conhecia o vinho da terra dele, e duas italianas, que deviam ser astrólogas porque só estavam interessadas na minha data exacta de nascimento.
Não encontrei o dono do barco mas as pessoas com quem falei não pareceram preocupadas. O lago não é enorme e um navio daqueles deve ser fácil de encontrar. Também pode ter acontecido, embora eu negue até ao fim, ele ter-se soltado e andar lá perdido no meio. Mas é uma hipotese muito remota, sou um marinheiro experiente e já aperto os sapatos sozinho desde pequeno, aquele laço segurava o Queen Mary. de qualquer modo, decidi mudar de visual, estou de bigode, e sair da cidade no autocarro das 7h00.

Acabei de jantar ao som da Enya. Que suplício. Vou beber qualquer coisa fria que rime com carqueja para ver se esqueço.
Bom fds



Sem comentários: