7.10.11

istambul




Estou em Istambul, que é uma cidade. E é gigante. Posso ter-me enganado a contar, mas devem ser 13120596 habitantes, de todos os tipos. Liberais, conservadores, indiferentes, modernos, estranhos, abstémios, bêbedos, meninos vestidos de meninas que mostram tudo, outras que não mostram rigorosamente nada, de tudo. E, até agora, não vi grandes desentendimentos entre eles. Estar aqui, num fim-de-semana de sol, quando todos saem à rua, é… lindo.   

Por isso, poupem uns trocos, desliguem a net e a tvcabo de casa, se tiverem algum filho a mais, vendam-no, ponham os outros a render, e venham, vale a pena. Depois, despacham os monumentos bonitinhos e os bazares em 2 horas, deitam fora o mapa, e quando estiverem perdidos, é quando a visita começa a valer a pena. Mais tarde ou mais cedo vão dar ao rio ou ao mar o que pode ser perigoso porque os turcos ainda não adoptaram o nosso sistema de colocar contentores, vedações e linhas férreas para nos impedir lá chegar e para proteger dos reflexos indesejados, da brisa gelada e do ensurdecedor barulho das ondas. Encontrarão aqui muita gente imprudente a divertir-se, mas cuidado. 

O melhor é apanhar um barco e sair. Se tiverem sorte, apanham um para o Harem. Sim, vai-se de barco, e, talvez por isso, aquilo cheira um pouco a peixe (isto pode não ser novidade para alguns). Se for caso disso, porque nunca se sabe, é fácil comprar viagra na rua. Sanguessugas, também, mas para outros propósitos. Aposto que estão a pensar o mesmo que eu - Como ficarão elas, normalmente tão molengonas, depois de experimentar sangue com viagra? Tumba? Não encontrei nenhum estudo sobre isso. E será que a ciência já chegou a alguma conclusão sobre comer melancia e beber vinho tinto ao mesmo tempo? Supostamente é desagradável, empedra o estômago e mata. E há alguns avanços na vacina contra a ressaca? Desistiram? Gastam o dinheiro todo em paludismos e HIVs… Tenho sonhos recorrentes em que chego a uma enfermaria, mostro a nádega esquerda (a direita já está muito estragada) e digo: "Espetem, por favor, a salvadora (nome comum da vacina), e, já agora, juntem a da gripe, quero poder embebedar-me nas correntes de ar". 
Já me perdi. Hoje queria escrever isto direitinho, com alguma informação útil e sem grandes parvoíces, mas é tão difícil. Pareço o um cego a tentar escrever num iphone, só sai asneira. 
Mas continuo, não desisto facilmente. 


Istambul, a tal coisa gigante que é uma cidade, não é o sítio mais barato para dormir. Depois de Pamukkale, onde quase me pagaram para ficar com um quarto, as minhas esperanças eram outras. Então dormi em camaratas, a última com 21 camas, por 8 ou 9eur, mas cheio de saudades de voltar a ouvir só o meu ronco, que é bastante relaxante (é opinião geral).

Após uma árdua procura, encontrei um quarto a um preço razoável, 16eur, com janela. Fiquei. Era um hotel muito frequentado por senhoras que fazem o turno da noite, o que, só por si, não é mau. Mas, e isto já vos deve ter acontecido então é fácil de perceber, quando olhamos de manhã para a almofada e surge a dúvida - Será que fui eu que me babei ou esta mancha já cá estava?, está na altura de descobrir outro sítio para dormir. Por esta e outras dúvidas, esta e outras manchas, duas noites depois, mudei. Agora vivo como um sultão. Pago 22eur mas até uma toalha me emprestam. Tenho um edredão. Como estas extravagâncias não podem durar para sempre, mais uns dias e volto a ter companheiros de quarto. Há coisas bem piores.

Já escrevi muito. Chega. E repararam, nem uma piada sobre o Steve Jobs. Em cima quase escrevi "Pareço um Steve Jobs a tentar escrever num iphone, não sai nada.", mas achei que era de mau gosto, a família dele pode seguir o blogue, então decidi gozar com os cegos. Aos poucos torno-me um gajo sério.   
É quase meio-dia, vou beber uma Efes e dar uma volta. Ainda não vi outra cerveja turca. É estranho, é como só existir o Benfica, não há rivalidades estúpidas. Mas não é grave, só com esta já consegui chegar ao hotel tão desequilibrado que tive de fazer o xixi sentado. O curioso é que, mesmo assim, consegui sujar tudo num raio de 2 metros da sanita. É um dom. Coisas de homem.

Vou a Portugal de 10 (2a-feira) a 13. Tenho de ver umas pessoas e resolver uns assuntos. Sempre sonhei dizer isto - Vou ali resolver uns assuntos. Importante. Se alguém quiser pagar um copo numa dessas noites, devo andar pelo bairro. 
Beijos


Já me esquecia. Decidi voltar a usar chupeta.






5 comentários:

2 de Três disse...

:) Ai e com tanto desequilíbrio ainda bem que estavas no hotel de 22€ e não no Hotel das Senhoras do Turno da noite...ou não...ahahahahahahah.

BEIJOS

Jantamos num desses dias?

pedro elias disse...

li.....li, se contasse aqui tudo, a minha mae nao dormia...

nesses dias, estava a pensar jantar com a familia. mas podemos beber um suminho deoiis

2 de Três disse...

SIMMMMMMMMMMMMMMM :)

Anónimo disse...

Que pena não te ver :( beijinhos!

Anónimo disse...

sou a tua prima, porra.... (não sou o Anónimo).